, ,

Rocket

rocket

Biografia

Rocket é um guaxinim inteligente do espaço. Embora isso, por si só, já seja bastante estranho, sua origem é ainda mais bizarra. Uma raça de alienígenas humanoides desconhecidos coloniza o Quadrante de Keystone e decide deixar todos os seus lunáticos em uma estação espacial, aos cuidados de robôs totalmente autônomos. No entanto, as estrelas que orbitavam essa estação entraram em supernova, e a radiação emitida dotou de vida e consciência os robôs que não tinham nenhum outro remédio senão implementar os projetos sugeridos pelos lunáticos dos quais cuidavam. Rocket é o resultado dessas experiências, a saber, um guaxinim que sofreu modificação genética, biológica e cibernética para andar de pé e ser inteligente. Obviamente, uma colônia desse tipo não poderia se sustentar por muito tempo, e, depois de uma disputa por poder entre os robôs e diferentes facções de animais – obra de uma toupeira chamada Judson Jakes, que queria conquistar a galáxia – uma espécie de recriação da Revolução dos Bichos e um encontro com Hulk, Rocket embarca em suas próprias aventuras pelo espaço.

 

 

Personalidade

Rocket se caracteriza por não fazer nada a princípio. Diante de qualquer comentário, sempre responde de forma sarcástica, com escárnio e ironia, que frequentemente gira em torno das – poucas – chances de sobrevivência de sua equipe em qualquer missão. Mesmo assim, é possível contar com ele para fazer qualquer trabalho com perfeição. Embora sua bússola moral não o norteie com a mesma clareza que os demais e apresente uma certa tendência à patifaria, espera-se que ele faça o que é certo e trabalhe para o bem comum. Ele é extremamente seguro das suas habilidades, e com razão, pois é muito inteligente, tanto em nível tecnológico como tático, mas isso não quer dizer que ele não possa ter medo ou ser desmoralizado quando as coisas não saem conforme o planejado. Por último, devemos lembrar que ele continua sendo um guaxinim e, por isso, não gosta de cães e rouba suas ferramentas e armas compulsivamente.

Amigos e inimigos

Uma das características de Rocket é que ele é único, não há nenhum outro igual a ele em todo o universo, o que torna difícil encontrar seu lugar no mundo. Portanto, quando se une ao Senhor das Estrelas e ao resto dos Guardiões da Galáxia na guerra contra a Falange, sente, desde o início, que o grupo de “aberrações” como Drax, Gamora e Mantis pode ser sua nova família, pois, no fim das contas, todos estão tão sozinhos quanto ele. De qualquer forma, ele possui um relacionamento especial com Groot, com quem forma uma ligação quase simbiótica, sendo, além disso, o único capaz de entender o que ele quer dizer toda vez que diz “Eu sou Groot”.

Antes de conhecer os Guardiões, Rocket não havia enfrentado inimigos de muito peso, mas, ao lado daqueles, é capaz de colocar em cheque inimigos do calibre de Magus e Thanos e se tornar parte crucial do destino do universo.

O universo cinematográfico da Marvel

O sucesso, para muitos inesperado, dos Guardiões da Galáxia em agosto de 2014 foi uma reviravolta no Universo Marvel, cada vez mais corajoso e ousado. Pelo menos, essa é uma forma de descrever a aposta em um guaxinim feito por computação gráfica, com a voz de um vencedor do Oscar, Bradley Cooper, quase como a atração principal de um filme de US$ 110 milhões.

No entanto, a inclusão de uma árvore falante – Groot – interpretada por Vin Diesel, o protagonismo de um ator praticamente novo nas telonas, como Chris Pratt, e o público que estava (estávamos) – e está (estamos) – totalmente disposto a aceitar qualquer proposta lançada pela Marvel fizeram do filme um sucesso mundial e da parceria formada por Rocket e Groot umas das favoritas de todo o universo cinematográfico da Marvel. Se pudermos confiar no trailer – que, de acordo com James Gunn, retrata apenas os primeiros 15 minutos do filme – os Guardiões da Galáxia Vol. 2 voltará a trazer essa magia que o torna tão especial, e Rocket e o Bebê Groot serão o centro das atenções.

Poderes

Embora possa parecer – ou não – ser um guaxinim não é nenhum superpoder. É verdade que Rocket herdou algumas habilidades desses roedores, tais como os sentidos de visão, olfato e paladar muito mais aguçados que de qualquer ser humano. No entanto, é óbvio que deve haver algo mais para Rocket estar na linha de frente da batalha com os Guardiões da Galáxia. Como se fosse McGyver, ele é capaz de construir armas de destruição em massa com um chiclete e um clipe – talvez seja um pouco de exagero. Nada mal quando unido a uma das mentes mais taticamente brilhantes do universo, segundo o próprio Senhor das Estrelas.

Resumo

O universo – e especialmente o Universo Marvel – está cheio de mistérios a ser desvendados e seres extraordinários para se conhecer. Seres obscuros de dimensões paralelas, piratas espaciais ousados, deuses nórdicos ou entidades tão antigas quanto a criação. E um guaxinim inteligente. Parece difícil não rir de algumas propostas vindas das páginas dos quadrinhos, mas, em mais de 60 anos de história, a Casa das Ideias teve exatamente isto: muitas ideias. Mesmo assim, a verdade é que Rocket não deixa de ser um personagem cativante e ao mesmo tempo divertido, e o sucesso que está tendo nas telonas não só é merecido como é também muito bem-vindo. A sorte sorri para os audaciosos. E se tem algo que se pode dizer sobre a parceria da Disney com a Marvel – e de Rocket – é que eles se atrevem a ser diferentes.