, , ,

Jessica Jones

Codinome Investigações



Biografia

Jessica Campbell é vizinha do bairro Queens, Nova York, onde passa os seus primeiros anos. Na verdade, ela frequentou a mesma escola do seu vizinho Peter Parker. Contudo, a sua vida vira de cabeça para baixo na volta de uma viagem para a Disneyland que fora presente de Tony Stark, chefe do seu pai. Enquanto discutia com o irmão, o carro da família colide com um comboio militar que transportava produtos químicos perigosos. Todos morrem, exceto ela que passa vários meses em coma. Jessica acorda no momento em que o Quarteto Fantástico enfrenta, pela primeira vez, Galactus, durante uma grande tempestade de raios cósmicos.

Quando acorda, ela é adotada pela família Jones, de quem recebe o sobrenome, e descobre que possui força e resistência super-humanas e que, além disso, consegue voar. Uma luta entre o Homem-Aranha e o Homem-Areia (que acontece em sua própria sala de aula), a convence a tentar ser uma heroína e adota o pseudônimo Safira.

Apesar dos seus poderes, a sua inocência e juventude a levam a cair no controle do telepático Zebediah Killgrave, o Homem-Púrpura. Ele é capaz de controlar a sua vontade e, com isso, a força a trabalhar e matar por ele, além de participar de coisas e atos que a horrorizam.

Somente a sua própria força de vontade e sorte conseguem fazê-la acordar e escapar do controle dele. Após este incidente, e após um período de recuperação nas instalações da S.H.I.E.L.D, ela se torna detetive e abre a sua própria agência, Codinome Investigações, jurando nunca tentar ser uma heroína novamente ou usar um pseudônimo.

[amazon_link asins=’849094489X,8490946396,B013TXA1N0,8490945098,B01LXDYRYO,8490945578,8498857961′ template=’ProductCarousel’ store=’idamov-21′ marketplace=’ES’ link_id=’166d13b6-12bf-11e7-a040-dd0100df824a’]

Personalidade

Jessica Jones é um brinquedo quebrado que não admite ser tratada como tal. É inegável que o seu passado sob o controle de Killgrave, os assassinatos e as depravações as quais foi obrigada a cometer extinguiram a inocência e a ingenuidade com as quais Jessica havia decidido ajudar os outros sob o codinome Safira. Além disso, um diagnóstico médico nos diz que vemos uma pessoa claramente sofrendo de Transtorno de Estresse Pós-Traumático.

Tudo isso a torna uma pessoa desconfiada e solitária, qualidades que, por outro lado, são muito adequadas para uma investigadora particular, embora lhe custem manter relacionamentos pessoais. Aliás, de início, somente uísque e outros vícios são responsáveis por fazer da sua vida tolerável, com o peso do que aconteceu com Killgrave. Felizmente, o seu relacionamento com Luke Cage a permite reconstruir a própria vida ao redor da sua nova família e, principalmente, da sua filha Danielle.

Amigos e Inimigos

A dor de perder tantas pessoas que ama, incluindo a si mesma, não facilita a criação de elos fortes com a maioria das pessoas que cruzam o seu caminho. Mesmo assim, o seu trabalho de investigadora a torna conhecida pela maioria dos defensores de rua do Universo da Marvel, fazendo parte do grupo Os Defensores, bem como trabalhos com o Capitão América e o Tony Stark. Evidentemente, seu relacionamento mais profundo é com Luke Cage, quem ela conhece enquanto ambos tentavam acabar com O Coruja, e com quem ela eventualmente se casa.

Além de Killgrave, Jessica enfrentou, sozinha ou acompanha, do Doutor Octopus ao Rino e Duende Verde, entre muitos outros, e desempenhou um papel fundamental em muitos eventos da Marvel. Os que mais se destacam são sua fuga ao Canadá, junto com a sua filha, para escapar a Lei de Registro de Super-Humanos durante os acontecimentos de Guerra Civil, e sua atuação como investigadora para identificar os clones Skrull durante Invasão Secreta.



Universo Cinematográfico da Marvel

Jessica Jones tem o seu escritório Codinome Investigações no planeta Netflix do Universo Cinematográfico da Marvel. Protagonizado por Kristen Ritter, a série foi lançada em novembro de 2015, quando encontramos Jessica pouco após escapar do controle de Killgrave. A forma inquietante na série mostra os seus poderes de controle mental e atuação fenomenal de David Tennant, fazendo do Homem-Púrpura um dos melhores vilões do Universo Cinematográfico da Marvel. Além disso, a série está repleta de personagens que são muito mais importantes do que parecem e são pequenos Easter Eggs para o espectador atencioso.

Para deixar alguns claros exemplos, a sua irmã adotiva Trish Walker, interpretada por Rachel Taylor, é, na verdade, a super-heroína Felina. Dada as pílulas que consome, sugere-se que o policial Will Simpson é o vilão Nuke. Tudo isso aumenta a sensação que os personagens estão conectados e que, por trás de cada série, cada temporada, cada filme, há um plano maior. Além disso, a série Jessica Jones também representa a primeira aparição de Luke Cage, interpretado por Mike Colter, e a personagem Carrie-Ann Moss (a Trinity de Matrix) como Jeri Hogarth, a primeira lésbica do Universo Marvel.

Assim como os seus colegas da Netflix, o Demolidor, Punho de Ferro e Luke Cage, Jessica Jones retornará em 2017 na série com 8 episódios, Os Defensores, onde irão enfrentar a misteriosa personagem ainda a ser revelada, interpretada por Sigourney Weaver.

[amazon_link asins=’B01C8CNZ18,B01MQT1WDO’ template=’ProductCarousel’ store=’idamov-21′ marketplace=’ES’ link_id=’7f4bd920-12bf-11e7-9094-491cb77ce9d2′]

Poderes

A origem dos poderes de Jessica Jones é dupla e muito específica. Por um lado, ela sofreu exposição a material químico radioativo, assim como o Demolidor, mas também foi bombardeada por raios de energia cósmica, assim como o Quarteto Fantástico. Seja como cor, Jessica Jones possui força e resistência super-humana que lhe permitem matar um homem com somente um golpe, curar-se mais rápido e reduzir a eficácia dos golpes que ela recebe. Mesmo assim, os limites dos seus poderes ainda não foram testados, nem por ela nem por inimigo algum.

Aliás, para evitar cair novamente nos truques mentais do Homem-Púrpura, a mutante e psíquica Jean Gray coloca em sua mente uma série de proteções que a tornam resistentes a ataques telepáticos. Curiosamente, embora ela consiga voar a velocidades supersônicas, ela somente opta por fazê-lo quando não há outras opções, porque sente tontura.

Radar de Poder Jessica Jones

Resumo

Sequestrada

É impossível entender Jessica Jones sem o seu “relacionamento” com o Homem-Púrpura. O período que passou sequestrada por ele a afeta por toda vida e a obsessão de Killgrave por ela, juntamente com os seus poderes, fazem-na sentir que nunca estará segura. Esse tormento, junto ao uísque, cigarro e, obviamente, sua profissão, nos transporta a uma realidade de filme Noir dos anos cinquenta, que se destaca no Universo Marvel. Além de tudo, a sua condição de mulher maltratada, capaz de reconstruir a própria vida, faz dela um exemplo e, ao mesmo tempo, um reflexo da nossa sociedade.

[amazon_link asins=’B01M7STFIY’ template=’ProductCarousel’ store=’idamov-21′ marketplace=’ES’ link_id=’6c81d161-12bf-11e7-954e-eb1be9f5649b’]